Operação policial quer enquadrar anarquistas e coletivos culturais como ‘organização criminosa’

Operação policial quer enquadrar anarquistas e coletivos culturais como ‘organização criminosa’
Orlando Vitor, acompanhado por sua mãe, em frente à sede da Parrhesia, um dos alvos da Operação Érebo. (Foto: Guilherme Santos/Sul21)

Você pode gostar...

Deixe seu comentário